EP 1 | Existe xenofobia no Brasil?

Transcrição:

Fala, Gringo! Eu sou o Leni, ensino português para estrangeiros e criei este podcast para ajudar você a melhorar a sua compreensão do português falado no dia a dia!  Eu já ensino português para estrangeiros na internet no instagram, pelo @portugues.com.leni. Lá na bio você pode encontrar o link para download da transcrição completa deste e dos próximos episódios

Já faz algum tempo que eu gostaria de compartilhar alguns assuntos mais densos, ou seja, mais sérios relacionados Brasil e a cultura brasileira, mas a minha experiência em gravar vídeos para publicar no YouTube se revelou bastante cansativa. Então decidi migrar para um podcast porque só o fato de precisar apenas de um lugar silencioso pra gravar já adianta muito. Antes eu precisava ver um cenário, precisava editar o vídeo e me importar com a luz. Agora eu posso gravar para vocês em qualquer lugar. 

O segundo motivo desse podcast é que eu sei que quando a gente chega num nível intermediário, é sempre difícil de encontrar um conteúdo específico para este nível. Comigo, foi assim com o francês, um pouco menos com o inglês e agora está sendo a mesma coisa com o espanhol.  Então esse é o motivo: oferecer um conteúdo de nível intermediário para quem já passou por aquele percurso de aquisição básica de vocabulário. Neste podcast vamos falar de assuntos relacionados ao Brasil de maneira natural e fluida, a ideia é que você possa estar mais próximo do português brasileiro, como se eu estivesse conversando com você aí na sua casa, no ônibus, no metrô, ao mesmo tempo em que aprende novas palavras e expressões!

Aumente o volume que o nosso primeiro podcast está apenas começando. 

Eu começo o nosso primeiro podcast com uma reflexão: será que o Brasileiro é tão cordial quanto se pensa no exterior? Será que ele é mesmo caloroso? 

Em janeiro do ano passado, a Secretaria Especial de Direitos Humanos apresentou um relatório com dados sobre as denúncias de violações dos direitos humanos no ano de 2015.  O que eles perceberam com esse levantamento foi que de 2014 para 2015, em apenas um ano, houve um aumento de 633% das denúncias de Xenofobia no Brasil. Isso mesmo: 633%. 

E esse é o assunto no nosso podcast de hoje. A xenofobia no Brasil. Ela existe? 

As eleições presidenciais que aconteceram em 2014 e 2018 e os debates acalorados nas mídias sociais,
ou seja, as fortes discussões nas mídias sociais, ajudam a entender esse crescimento. Mas antes, acho que é importante a gente ouvir a definição de Xenofobia nos dicionários.

Xenofobia é o receio, medo ou rejeição, direcionado a algo ou alguém que não faz parte do local onde se vive ou habita; /  Aversão a estrangeiros; repugnância a pessoas ou coisas provenientes (que vem de…)  de países estrangeiros.

De uma forma geral, as pessoas ligam a palavra Xenofobia a essa rejeição por quem vem de outro país, não é mesmo? Esse é um assunto muito mais complexo e nós podemos falar sobre ele num outro episódio. Existe sim xenofobia no Brasil relacionada a estrangeiros, mas hoje vamos nos concentrar sobre a Xenofobia dentro do próprio país, no nosso caso, de brasileiro para brasileiro. 

Mas Leni, por que estamos falando desse assunto? 

Na semana passada, em uma reunião com jornalistas estrangeiros e sem saber que estava sendo gravado, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro deixou escapar uma declaração xenofóbica sobre alguns governadores da região Nordeste do país. Deixar escapar é quando você comete um erro sem perceber, quando você comete um erro sem perceber. Quando você deixa algo passar, você deixa escapar.

Áudio: Dentre os governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão.
Não tem que ter nada com esse cara. 

Você que não é brasileiro talvez tenha alguma dificuldade em entender o contexto da fala do presidente, quer dizer, o conteúdo, mas explico. O motivo da polêmica não é a declaração sobre o atual governador do Estado do Maranhão, é o fato do presidente ter usado o termo “Governadores de Paraíba”.

Assim como o Maranhão, a Paraíba também é um estado do Nordeste. O problema é que o nome do estado pode ser usado com um sentido pejorativo, ou seja,  com um sentido negativo e preconceituoso para se referir às pessoas que saem da região Norte/Nordeste para viver no Sul do Brasil, mas precisamente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A xenofobia entre Brasileiros não surgiu agora, obviamente, mas o assunto ganhou muito destaque durante as últimas eleições presidenciais de 2014 e 2018. Isso porque a maioria dos estados da Região Nordeste votaram pelos candidatos de esquerda, enquanto o sul se posicionou mais à direita. Isso gerou uma onda de comentários na internet que questionava a capacidade intelectual do povo nordestino na hora de escolher os seus representantes. 

Comentários como esses saem das redes sociais tanto de pessoas comuns, quanto de pessoas que ocupam altos cargos empresariais, o que é preocupante. Sempre houve essa questão da Xenofobia relacionada aos nordestinos. É uma região que sofre com secas, por isso que um dos depoimentos fala “que morram de sede e fome”, é uma região que já sofreu com várias secas, várias estiagens e que causaram a migração de várias pessoas dessa região para tentar a vida em outras regiões, muitas vezes o sudeste que é onde se concentram as grandes empresas, as grandes indústrias e as maiores oportunidades. Então essa coisa da xenofobia contra o Nordestino já é algo histórico, algo que acontece há muito tempo. 

Quanto à declaração do Bolsonaro, nessa fala em que ele se refere aos governadores do Nordeste como “Governadores de Paraíba”, ele tentou minimizar o que tinha falado e responsabilizou a mídia e artistas, dizendo que distorcem tudo o que ele fala, o que é uma resposta-padrão para todas as polêmicas em que se envolve. 

O fato é que não é a primeira vez que o presidente faz declarações deste tipo, até mesmo racistas e homofóbicas. Podemos dizer que ele tem uma coleção delas. Basta uma rápida pesquisa no google que você encontrará muitos resultados. Eu não vou citar alguns deles aqui caso contrário o programa seria sobre Bolsonaro. 

Eu como Nordestino, você talvez não saiba, eu venho dessa região, dessa situação toda a única coisa que me resta é ter esperança que essa discussão possa também conscientizar as pessoas sobre o que estão falando na internet e principalmente sobre as consequências disso, inclusive consequências jurídicas, já que Xenofobia seja na internet ou fora dela é considerada crime. 

Há casos em 2014, quando houve uma grande onda de ataques, em que pessoas tiveram que pagar juridicamente. Tiveram que pagar multas, fazer serviço social. Então é uma coisa que se alguém se sente ofendido e quer levar à frente essa denúncia, não é uma coisa que fica sem punição. Pode demorar, mas é algo que acontece. 

Estou morando no Sul do país há pouco mais de um ano e até o momento não vivi nenhuma situação de preconceito e discriminação. Mas é sempre válido lembrar que vivo numa bolha social, a maioria dos meus contatos são  pessoas do jornalismo, da publicidade, da educação e nestas áreas as pessoas tendem, quer dizer, tem uma tendência a terem a cabeça mais aberta, ou seja, aceitarem o diferente, se aprofundarem em discussões sociais. Às vezes.

Mas eu quero saber de você: é comum que no seu país o presidente faça declarações xenofóbicas?  Você sabia que brasileiros sofrem Xenofobia dentro do próprio país? Isso acontece no seu país? Conta pra mim.

Esse foi o primeiro episódio do Fala, Gringo! O seu podcast de português brasileiro intermediário. Você pode falar comigo através do e-mail: contato.lenivaldoleni@gmail.com 

Se você gostou desse podcast, pode nos seguir na plataforma que você está usando: seja, spotify, itunes, deezer ou qualquer outro. No itunes, você também pode deixar uma avaliação, que vai ajudar bastante o podcast a crescer e alcançar mais pessoas.

Para mais conteúdo, siga-me no instagram: @portugues.com.leni.

Obrigado pela sua companhia e até o próximo episódio. 

Links

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/07/19/dentre-os-governadores-de-paraiba-o-pior-e-o-do-maranhao-diz-bolsonaro.htm

https://consultorelder.jusbrasil.com.br/artigos/231687919/preconceito-contra-nordestinos-mostra-um-brasil-que-nao-e-cordial

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2016/02/24/negros-e-nordestinos-sao-principais-vitimas-de-discriminacao-em-sp.htm

 

8 comentários em “EP 1 | Existe xenofobia no Brasil?

  1. A xenofobia é um problema de intolerancia que gera muita controvérsia. Eu não sabía que vocês sofriam desse problema dentro do seu propio país.
    Eu sou venezuelana e moro no Panama e posso disser que existe muita xenofobia contra nós especialmente. Como você, eu também vivo numa bolha social, trabalhando em empresas multinacionais, em publicidade e marketing, mas vejo com preocupaçao como há políticos jovens promovendo isso no Panama. Eles fazem isso sómente para que o povo que não entende que os estrangeiros promovem a competitividade, investem e geram empregos, votam por eles que não se preocupam por melhorar la educação, que é a pior da América Central, e distribuir melhor a riqueza.
    Umo dos problemas que acho que vão acontecer no futuro prossimo é que novas geraçoēs de panamenhos vão ter pais venezuelanos, e as crianças puderam viver situaçoēs de violencia nas escolas.
    Eu concordo que as leis do imigração dos países regulam a recepção de imigrantes mas não concordo com políticos que promovem a xenofobia “para proteger o país”.
    Na Venezuela nós não éramos xenofóbicos com pessoas de outros estados. Nós fazíamos “jokes” de seus sotaques e costumes mas não era causa de discriminação. Na Venezuela a discriminação sempre tem sido pela classe social da pessoa.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá Leni, tudo bem? Eu também acabei de descrobrir seus podcasts. Muito obrigada pelo seu podcast sobre éste tópico. Aqui, na Alemanha, temos xenofobia mas não é commun que nosso presidente faz declarações xenofóbias. MAS, infelizmente, agora temos um partido populista da direita. O partido ainda está pequeno mas está crescendo. Eles, os seus representantes, fazem declarações xenofóbias, especialmente porque temos muitos refugiados de Àfrica, Síria, Paquistão… desde 2015 (mais que um milhão) É um grande problema que o mundo inteiro está discutindo em toda parte. Este partido foi eleito democraticamente. A pergunta é: como se pode combatar esse perigo?

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muito obrigado por este podcast em português facilmente compreensível.
    A sua voz brasileira é muito agradável e o tema serio e interessante.
    Até ahora só políticos da extrema direita têm expresado sentimentos xenofóbicos, e raramente contra os citadões mesmos do país.
    Contudo tem uma onda de xenofóbia relacionada à saída do país da União europea, houve um aumento de acontecementos e denuncias.
    Infelizmente é um fenómeno mundial de nossa epoca.

    Curtido por 1 pessoa

  4. O meu nome é francesca, eu moro na Itália. Estou estudando o português. Gosto muito da língua e da cultura brasileira. Só fãs algumas dias eu descobri este podecast. Não pode imaginar como estou feliz!! Poder escutar histórias interessantes sobre o Brasil e ao mesmo tempo tentar de aprender um pouco mais. Muito muito obrigada. E agora eu vou escutar o podecast de xenofobia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s